Alcoolgel: para sua vida brilhar

25/05/2010

O ciúme não é o perfume do amor

Arquivado em: Uncategorized — Fabio Scorsolini-Comin @ 10:49 PM

Já cantava Caetano Veloso: “Tudo é perda, tudo quer buscar, cadê / Tanta gente canta, tanta gente cala / Tantas almas esticadas no curtume / Sobre toda estrada, sobre toda sala / Paira, monstruosa, a sombra do ciúme”. Vamos partir do senso comum: há pessoas que dizem que em relacionamentos nos quais não há ciúme, também não há amor. Outros pensam justamente o contrário, de que o ciúme é falta de confiança – e como sustentar uma relação na qual não existe confiança entre os parceiros? Particularmente, acho que não se trata de uma coisa nem outra. Ciúme combina muito com insegurança (da pessoa que o sente), ainda mais pelo fato de que este sentimento quase sempre é direcionado ou motivado por alguma pessoa em especial (é o ciúme em relação ao seu namorado por causa da ex ou de qualquer outro mamífero do sexo feminino que atravesse o caminho dele).

Então você achava que o ciúme era coisa de gente grande?

Infelizmente, não temos o famoso botãozinho que desliga ou liga afeto. Assim, não passamos a ser mais seguros de um dia para o outro simplesmente pelo fato de sabermos que isso é melhor para a gente ou porque vamos sofrer menos se estivermos mais seguros em relação a nós mesmos. Isso requer tempo, requer paciência, amadurecimento e capacidade de se perceber e mudar. Talvez seja preciso mais alguns dois ou três namoros para você entender isso. É fato que todos buscamos segurança, então ter alguém inseguro ao nosso lado não é muito afrodisíaco. Mas é que a insegurança pode vir acompanhada de cobranças e, pior ainda, marcada por ciúme. Calma: se você sente ciúme não quer dizer que é insegura (afinal, quem está seguro de tudo sempre?). Mas tem como trabalhar isso em você, a fim de que sofra menos e faça seu companheiro sofrer menos também.

Todo mundo tem passado e este não pode ser mudado. Vai sofrer eternamente por causa do prefixo “ex”? Isso não é nada adaptativo. Todo mundo vive cercado de pessoas, conhece gente, trabalha com gente, vê gente. Vai sofrer porque ele pode conhecer alguém legal e se apaixonar? Você também pode! A probabilidade existe para todos e sofrer com isso é bobagem. Vocês estão juntos, então deve haver algo que os ligue. Vai sofrer porque isso pode deixar de existir? Amanhã você pode perder o emprego,  pode ficar rica, pode ser “descoberta”, enfim, tudo pode acontecer. Se for para sofrer com o futuro, teremos que frequentar a terapia cinco vezes por semana para dar conta do recado.

Sendo assim, não deixe que o ciúme seja uma sombra monstruosa, mas sim um sentimento pequeno, medido e domado que significa simplesmente que você se importa com a pessoa amada e quer estar com ela, nada além disso. Saiba dar espaço, tempo e intensidade aos seus sentimentos. Não é tarefa simples, mas é bom parar para pensar em como fazer isso na sua vida. Ciúme todo mundo sente (até quem diz que não sente). Só não precisa transformar essa palavra em um sinônimo para a sua relação e destruir aquilo que mais importa, que é o amor que um sente pelo outro. O seu relacionamento (principalmente você) pode ficar sem esse perfume, principalmente porque ele pode ser enjoativo se usado em demasia.

Beijos a distância (para não despertar ciúme)!

About these ads

13 Comentários »

  1. HAHAHA.. adorei o final..
    Own, que lindo artigo… eu não ia ler, mas eu preciso..
    Sofro tanto..
    Mas foi bom.. mt bom ler isso td.
    Cada dia mais adoro ler seus textos :)

    Comentário por JP Trovó — 25/05/2010 @ 11:25 PM | Responder

    • Oi, JP, muito obrigado! Eu ando meio sumido do twitter, mas no mês que vem terei mais tempo. Pode mandar sugestões para eu escrever aqui também! Beijos e boa quarta-feira!

      Comentário por Fabio Scorsolini-Comin — 26/05/2010 @ 7:51 PM | Responder

  2. Obrigada pelo artigo, querido! hahah Muito bem escrito, como sempre.
    Então, o que eu acho é que existem diferentes formas de manifestação do ciume, e também de lidar com ele. Por isso fica difícil classifica-lo como insegurança, ou amor demasiado, ou ausência de confiança. Vc pode (e aqui eu me coloco) sentir um mal estar relacionado a algumas pessoas do passado da pessoa q vc ama, mas não desconfiar das atitudes dele ou não ser uma pessoa insegura em outros aspectos da sua vida. E as outras mulheres podem não representar ameaça alguma. A questão é que algum nivel de insegurança todo mundo tem, até pq quando a gente ama a insustentavel leveza do ser tende a bater, né? “Nossa, estou tão bem, alguma coisa pode dar errado” rsrs dá medo de perder aquilo q importa. Além disso, o modo como lidamos com esse sentimento faz toda a diferença. Ter consciencia da confiança que temos no outro e em nós mesmos ajuda muito, e também ter consciencia da real origem do sentimento (pra não acabar culpando pessoas erradas).
    Anyway, a questão do ciume ainda é um misterio, né? O mais importante é realmente não se deixar sofrer eternamente pelo prefixo “ex”, como vc disse. E dissertar sobre isso é sempre válido! Obrigada mais uma vez =) Beijos.

    Comentário por Carol (Loleka) — 25/05/2010 @ 11:46 PM | Responder

    • Carol!
      Concordo com tudo o que você disse, mas principalmente com o fato de que quando falamos a respeito do assunto acabamos amadurecendo nossas próprias concepções e acabamos, de certa forma, elaborando o que a gente pensa a respeito daquilo. E concordo com o fato de que sempre podemos ter uma pulginha atrás da orelha, mas isso não significa nem que somos inseguros e nem que nosso parceiro pode nos trair. Certo grau de insegurança também nos ajuda a ver a vida com mais realidade, com menos fantasia. O que a gente não pode é se privar da felicidade por conta desse medo do futuro.
      Beijos e boa quarta-feira!

      Comentário por Fabio Scorsolini-Comin — 26/05/2010 @ 7:55 PM | Responder

  3. [...] This post was mentioned on Twitter by Carol Leonidas , Scorsolinoff Ice. Scorsolinoff Ice said: Vamos falar de ciúme hoje? http://alcoolgel.wordpress.com/2010/05/25/o-ciume-nao-e-o-perfume-do-amor/ [...]

    Pingback por Tweets that mention O ciúme não é o perfume do amor « Alcoolgel: para sua vida brilhar -- Topsy.com — 25/05/2010 @ 11:56 PM | Responder

  4. Adorei esse post e concordo plenamente com o penúltimo parágrafo. A vida é um círculo de pessoas e conhecimentos.
    Tirando o cotidiano (trabalho e afins), tudo foge à regra. Ninguém acorda com o pensamento: “será que serei surpreendido por alguém hoje?”. Isso acontece, no caminho para casa, no ponto de ônibus e em qualquer outro lugar. Se aqui estamos, aqui seremos vistos!
    Quando nos relacionamos, torna-se difícil assumir que somos egoístas, que sentimos ciúmes da pessoa com quem estamos, mas isso é muito saudável, até certo ponto.
    Relacionamentos tendem da paixão ao companheirismo, por isso não há mal nenhum em enxergar algo bonito e diferente todos os dias!(:
    Devemos abstrair a questão da insegurança, senão, como você mesmo disse, “teremos que frequentar…”.

    Beijo,

    Mari

    Comentário por Mariane — 26/05/2010 @ 10:52 PM | Responder

    • Adorei, Mari!
      Não dá para prever muitas coisas, mas dá para sabermos como a gente é, como a gente atua, o que nos deixa mais frágeis, mais possessos, enfim! O exercício de se autoconhecer é todo dia!
      Beijos e saudades já!

      Comentário por Fabio Scorsolini-Comin — 30/05/2010 @ 7:44 AM | Responder

  5. Ai Fabito..
    Estou num dia emo e revoltado.. rs. Não ligue se meu comentário for decepcionante (rs. realmente dá pra ver que estou emo)..
    “Eu me mordo de ciúmes”! Mas como você escreveu, sou daquelas que escondem, muito bem por sinal, e isso faz com que eu passe a imagem de ser uma pessoa fria e sem sentimentos..
    Ciúmes é algo complicado, mas eu acho que um pouquinho dele é essencial.. Mas só um pouquinho, né.. hehe..
    O meu problema com esse assunto é, além do que já mencionei, que eu não demonstro, mas guardo todo esse sentimento e chega uma hora que explodo e acabo fazendo besteira..
    Mas, um dia eu viro “pra casar” e aprendo né?! hehe
    Prometo me empenhar mais no próximo comentário. :)

    Beijos, já estou morrendo de saudade!!!

    Comentário por Aline — 28/05/2010 @ 2:17 AM | Responder

    • Aline!!!
      Seus comentários são sempre ótimos! Expressar sentimentos têm a ver tanto com ciúme quanto com afetos (expressamos sentimentos, carinho, mas também ciúme, insegurança). Mas quando a gente demonstra mais ciúme que afetos, pode ficar complicado… A gente sempre acaba demonstrando mais aquilo que “está pegando”. Então, é só ficarmos atentos. E permitir-se é fundamental!
      Beijos!!!!

      Comentário por Fabio Scorsolini-Comin — 30/05/2010 @ 7:41 AM | Responder

  6. Fabito,

    Ciumes é algo complicado, quem nunca sentiu que atire a primeira pedra, né?? Não sabemos de onde ele surge exatamente, de uma insegurança ou de uma falta de confiança no outro. Acho que não faz mal uma pitadinha de ciumes, ele nos faz lembrar o quanto gostamos dele(a), pois temos medo de perder. O que não podemos deixar acontecer é que vire um sentimento doentio e passamos nos achar donos, sendo possessivos.

    Adoro seu blog. Adoro vc!! Vc é mara!!
    Beijos no coração.
    Gabi

    Comentário por Gabi Morena — 28/05/2010 @ 9:44 AM | Responder

    • Gabi!!
      É, se virar doença acaba com qualquer relacionamento. Ninguém pertence a ninguém, então é bom a gente tentar manter a distância perfeita entre algo que apimenta e algo que sufoca.
      Beijos e muito oobrigado pelo carinho de sempre!!!

      Comentário por Fabio Scorsolini-Comin — 30/05/2010 @ 7:36 AM | Responder

  7. Falou e Disse! “Se for para sofrer com o futuro, teremos que frequentar a terapia cinco vezes por semana para dar conta do recado.” Me identifiquei com essa frase, se é que você me entende!!! Eu acho que ciume é bom, em doses moderadas. E homem gosta! Hahaha, acho que eles se sentem inseguros quando não percebem um ciume da mulher. Você vai fazer muita falta! s2

    Comentário por Beth — 29/05/2010 @ 4:05 AM | Responder

    • Oi, Beth, já estou sentindo sua falta! Ciúme em doses homeopáticas podem ser interessantes sim. Quando é um ciúme controlado, tem gente que gosta sim, faz até bem!
      Beijos!

      Comentário por Fabio Scorsolini-Comin — 30/05/2010 @ 7:34 AM | Responder


Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Rubric Blog no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: