S.O.S vagas: amor a gente acha aonde?

Há muitas pessoas que estão buscando alguma outra pessoa especial (quem quer uma pessoa assim se acha igualmente especial ou espera que esta pessoa a perceba como tal). Elas dizem estar à procura, mas nada de aparecer alguém legal, que valha a pena ou que simplesmente tenha algo de interessante para prender a sua atenção por mais de um dia. Quem diz estar procurando demais acaba diagnosticando os possíveis candidatos como insuficientes, incapazes, “tranqueiras” ou coisa similar. Quando alguém começa a falar isso, temos que investigar melhor: você realmente quer alguém na sua vida? (Fale a verdade!). E o que você faria se ela aparecesse agora? Como você espera que ela seja? O que ela faria em prol da sua felicidade? E o que você faria diferente se tivesse alguém? Responder a essas perguntas não deve ser uma coisa automática ou óbvia. Ninguém deve querer alguém só porque é bom ou porque é melhor do que ficar sozinho. Deve haver um sentido. Qual? Isso é você quem vai ter que responder para si mesmo, uma hora ou outra.

E se fosse você disputando uma vaga para o coração de alguém? Como será que o seu currículo emocional seria lido?

Se muitas pessoas estivessem buscando um amor, acredito que seria mais fácil que duas dessas se esbarrassem e, de repente, se apaixonassem, não é mesmo? Se muitas pessoas buscam a mesma coisa, é estatisticamente mais provável que elas se encontrem. Pensando no esquecimento número 2, da teoria do discurso de Pêcheux, de linha francesa, não falamos exatamente aquilo que pensamos, ou seja, nosso discurso não é reflexo de nosso pensamento, necessariamente. O que nós temos é uma ilusão de que falamos apenas aquilo que sentimos, aquilo que efetivamente pensamos. Assim, ouso a desconfiar que quanto mais dizemos que buscamos alguém, estamos, na verdade, ou buscando a nós mesmos, ou fugindo de quem pode realmente preencher “a vaga” que a gente divulgou aos quatro ventos. Agora, se você tem certeza de que quer mesmo alguém, mas o que o mercado te oferece não vale a pena, pode ser hora de baixar a exigência, listar pré-requisitos mais possíveis ou simplesmente olhar com mais atenção ao redor, sem aquele “checklist” de características que nem a sua melhor alma gêmea poderia ter. Se alguém analisar demais o seu currículo, pode ser que você perca a vaga (não porque não seja capacitada, mas porque sempre pode haver alguém melhor ou que reúna uma série de características que… blá-blá-blá). Facilite com o destino e dê-se uma chance: aliás, dê chance também para aquele pseudo-príncipe que só quer um beijo, uma oportunidade ou um sorriso indicativo de esperança. Aonde ele está eu não sei, mas saber olhar é um exercício fundamental para quem está com uma vaga em aberto.

Beijos e boa sorte na sua seleção!

Anúncios

Autor: Fabio Scorsolini-Comin

Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Atuo como professor universitário e, nas horas vagas ou não, tenho como companheira a literatura. Este blog se destina a interessados em literatura, Psicologia, comportamento e toda sorte de assuntos que rendam uma boa conversa.

11 comentários em “S.O.S vagas: amor a gente acha aonde?”

    1. Trovó, escrevi porque você falou disso ontem!
      Beijos e bom fim de semana! Obrigado por ajudar na divulgação!

  1. Nossa muito bom seu texto, virei sua fã! E realmente é dificil responder a essas perguntas viu… é ótimo pra refletir e parar de sofrer a toa hehehe, Abraço!!

  2. Ah, Fabito,
    Eu acho que, apesar de reclamar da falta de alguém, não estou à procura nesse momento da minha vida viu. rs
    Mas sempre penso em dar uma chance para os “pseudo-príncipes” que aparecem na minha vida pra ver o que acontece.
    Quem sabe um dia… hehe

    Cada vez adoro mais os posts.. 😀
    Beijos

    1. Querida, dar chance é muito importante também, sem pressa, no eu ritmo e como o destino pintar.

      Beijos e muito brigado!

  3. Oi Fábio,

    O que mais me chamou atenção foi o fato de que as vezes jogamos mesmo aos quatro ventos que queremos alguém, mas as vezes não estamos na mesma sintonia de nossa boca… ou seja: pensamos uma coisa e falamos outra… depois de cinco meses de uma louca depressão cá estou de volta, com um meeeedo de ter alguém, mas com uma vontade louca de sentar no tapete da sala, recostar no sofá e assistir a um filme com o amor da minha vida (sem saber se essa “vida” durará 1 ano, 2 anos ou apenas 3 meses. rs)… mas sentir uma outra pessoa próximo e poder contar com ela tb é muito gostoso… to me recuperando mas agora com um olhar mais apurado, sem querer me entregar completamente, e isso é perigoso, por que as “exigências” tornam-se maiores e assim a relação de candidatos, menor. Mas enfim. falei muito. Beijo grande meu querido. Seu blog é especial sempre e o loooouco de plantão aqui gosta muito. rs. beijão!!!

    1. André, obrigado por participar sempre, você é um leitor VIP!
      Eu costumo dizer que a gente não deve falar em amor da sua vida, mas sim amor do dia de hoje, amor desta semana, ou amor dste ano. Viver um ia de cada vez e dar um passo após o outro, não é mesmo? Mas o ser humano quer tudo e quer tudo ao mesmo tempo. Só que a gente precisa ir devagar, né? Aprendizado sempre, é isso aí!
      Beijos e bom domingo!

  4. GOSTEI MUITO, É UM ROMÂNTICO SONHADOR ENQUANTO ESCREVE DESDOBRA O QUE SENTE NA ALMA, BOM COMUNICADOR SABE LIGEIRAMENTE O QUE QUER EXPRESSAR SEM MUITO ESFÔRÇO, AMEI CONTINUE ESCREVENDO O QUE SAI DO CORAÇÃO EM TEMPOS MODERNOS, PARECE QUE O AMOR VIROU MONOTONIA E SIMPLESMENTE EXTRAIU DA ALMA, O DOM DE AMAR AINDA ESTÁ EM ALTA
    INVISTA MAIS EM SEUS CONCEITOS E SUA FORMA DE ENXERGAR A VIDA- VALENDO SEMPRE PREVALECER O AMOR EM TODOS OS SENTIDOS, O AMOR QUE GERA A PAZ, A VIDA, E A UNIÃO ENTRE TODOS, POIS SÓ O AMOR CONSTRÓI O AMOR QUE ACALMA QUE SARA QUE AMENIZA O PRANTO!DEUS É AMOR E BASTA!

  5. O MUNDO PRECISA DE SERES HUMANOS AUTENTICOS TRANSPARENTES QUE GOSTEM DE SI MESMOS,PARA DEPOIS GOSTAR OU AMAR OS OUTROS- COMO PODEMOS DAR O QUE NÃO TEMOS?DE CERTA FORMA NOTA SE UMA CARÊNCIA AFETIVA, QUANDO ENVOLVE O SENTIMENTO
    MAIS LINDO DO MUNDO O VERDADEIRO “AMOR”OU SEJA É UM ETERNO SONHADOR, QUANDO AMA SE ENTREGA POR INTEIRO, SEM RESERVAS E DIVISÕES, SABE O QUE QUER DA VIDA CONFIA EM SUAS EMOÇÕES E AS DESCREVE NA SUA ÍNTEGRA,CASO HOUVESSE UMA SELEÇÃO TERIA CHANCE DE SER ESCOLHIDO PELA SUA AVALIAÇÃO E O SENTIDO DA PALAVRA QUE MUITOS DESCONHECEM O AMOR QUE
    UNE QUE SOMA QUE TRAZ A VERDADEIRA PAZ INTERIOR, QUE ACALMA AS GUERRAS,O PRANTO ENFIM É O MELHOR REMÉDIO DO MUNDO
    NÃO SE ENCONTRA A VENDA-NASCE DO CORAÇÃO DE DEUS- PARA OS NOSSOS CORAÇÕES-AMAR É VIVER INTENSAMENTE,CADA MINUTO…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s