Dar valor à pessoa errada

Aqui você vê um círculo, um coração, um amor estacionado ou uma página virada, pronta para a leitura da próxima? Responda rápido!

Hoje vamos tentar responder a uma dúvida que eu recebi por email: “Por que a gente só dá valor em quem não dá valor pra gente? E qual o problema, dos homens em especial, em dizer a verdade?”. É bem verdade que a gente costuma gostar de desafios. Tudo poderia ser simples, linear, retinho, mas a gente pode acabar indo pelo caminho mais longo, tortuoso e cheio de intempéries, notadamente em uma fase da vida. Você tem tempo para estudar, mas fica de DP, você tem o príncipe dinamarquês pedindo o seu telefone, mas caiu de amores pelo flanelinha da esquina. Contraditório? Nem tanto. Há fases em que a gente gosta literalmente de se testar: não basta namorar, tem que ser O namoro, O beijo, O olhar, A pessoa que te tira o chão. O que a gente nem sempre espera é que o pacote venha com uma peça quebrada, mas pode acontecer. E, infelizmente, essas pessoas “erradas” que atraímos para a nossa vida quase sempre passam por ela como vento e não deixam afeto sobre afeto. Há fases em que topamos esses desafios, tentamos conquistar alguém, mudar a direção do seu olhar, mudar a sua orientação sexual, a sua religião, a sua casa, a sua vida, mas isso não dá certo. Porque as pessoas escolhem estar juntas ou não e não vai ser o fim do mundo se O cara resolver não te dar mais a mínima (você já deve ter sido A garota para alguém e não ligou para quem estava caído por você, acontece).

Sim, ele pode ter te dado um fora. Na verdade (e vamos falar a verdade aqui), todo nós, humanos, podemos gostar ou desgostar de alguém e a pessoa que fica de fora da relação sempre vai se questionar se fez algo de errado ou não. O exercício é válido, mas ficar repetindo a série não vai te ajudar em nada. Talvez não seja pelo fato de o homem não gostar/querer/poder dizer a verdade, mas pelo fato de a mulher não querer (ou não estar preparada) realmente ouvir o que ele tem a dizer. Dica: não se martirize pelo cara que não te quer (e ainda por cima mora longe). Abra a mente, desperte a coragem da artista e deixe mais meia dúzia caidinha por você.

Resumo: não tem botão de “desliga afeto para fulano”, mas podemos ativar o “valorize a si mesmo antes de se atirar no próximo relacionamento”. Assim você vai dar valor à pessoa certa.

Por fim, quero agradecer a todos que estão me escrevendo, lendo os posts, participando, valeu mesmo! A todos do Twitter, obrigado pelo apoio na divulgação! Beijo grande a todos!

Anúncios

Autor: Fabio Scorsolini-Comin

Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Atuo como professor universitário e, nas horas vagas ou não, tenho como companheira a literatura. Este blog se destina a interessados em literatura, Psicologia, comportamento e toda sorte de assuntos que rendam uma boa conversa.

21 comentários em “Dar valor à pessoa errada”

  1. Nossa, esse texto foi um tapa pra acordar!
    Quantas vezes temos uma coisa mas valorizamos mais o que não conseguimos… e acabamos deixando de lado o que realmente nos ama e valoriza…
    Muito bom pra refletir!

    1. Oi, amada, que saudade! É, em qualquer relacionamento, a gente pecisa se valorizar. E quem vai fazer isso, se não for a gente primeiro? Mas a receita nem sempre é seguida à risca por nós, então vamos lá aprender, né?
      Beijos e muitas saudades de você e dos seus sábios versos!

  2. Perfeito!!! Só me restou uma dúvida: esse desejo de nos “testarmos”, estarmos sempre querendo “O cara, O beijo, O relacionamento” vem de onde? Talvez de uma carência que desperta a necessidade de ter sempre “mais”, sempre a intensidade? Ou talvez isso seja muito próprio da constituiçao e das experiencias de cada pessoa, e não exista uma resposta universal… Beijao, Fabito!!

    1. Oi, Carol! Acho que uma coisa que conta muito é a idade da pessoa e a fase na qual ela está… Há épocas em que queremos muita intensidade e depois as coisas começam a ser mais equilibradas ou não precisam ser tão intensas para serem significativas. Outra coisa é a novidade, e isso geralmente ganha espaço quando o relacionamento atual não anda muito bem. Então, acho que não tem muito uma resposta “universal”, não. O novo excita mais em dados períodos da vida ou em certas circunstâncias em que vivemos!
      Beijos!

  3. Fábio,
    primeira vez que apareço aqui por indicação da Paula.Parabéns pelo conteúdo e pelos conselhos!

    Essa questão de dar valor à pessoa errada é muito comum nos dias de hoje, no entanto discordo que o problema de se dizer a verdade seja algo especial dos homens. Os relacionamentos de hoje são severamente marcados pela dedicação do homem, enquanto as mulheres ficam no pensamento ´´tenho de ser conquistada“. Conheço muitos casos em que a menina abriu a guarda, o cara se dedicou para caramba, depois ouviu um ´´NÃO“ cortante…

    Mais uma vez parabéns pelo blog,

    abraços,

    Nicholas Faleiros

    1. Oi, Nicholas, que bom receber a sua visita em meu blog, obrigado pelos elogios!

      Eu concordo com você que há algumas mulheres que preservam o pensamento de que devem ser conquistadas. Mas não acho muito que é a dedicação para se conquistar alguém que acaba levando a um namoro ou a uma conquista de fato. As pessoas simplesmente sentem ou não interesse, querem ou não querem. Agora, se ela baixar a guarda e depois jogar um balde d’água, é sadismo da garota, ela está a fim de ver o cara sofrer, apenas (porque ela é assim mesmo ou porque queira descontar a sua frustração no cara). Infelizmente, há pessoas assim também. A questão de se valorizar ajuda exatamente nisso: quem dá o valor é você. Se ela não der, o problema não é mais seu. Sempre há alguém que realmente nos vê, nos percebe e que faria muito para estar ao nosso lado.

      Boa sorte!

      Abraços!

  4. Fabito,
    Eu sou a que “tem o príncipe dinamarquês pedindo o seu telefone, mas caiu de amores pelo flanelinha da esquina”!!! rsrs.
    Não sei se é gostar de sofrer, mas não dá pra escolher por quem a gente vai se apaixonar. Já tentei dar uma chance pros príncipes que aparecem, mas, mesmo que eles te deem a lua todo dia, não conseguirão superar o olhar que a pessoa amada dá numa tarde qualquer, sabe?
    O melhor é, como você disse, nos valorizar para que possamos dar valor a pessoa certa, mas, enquanto houver aquele pontinho de esperança, fica muito difícil, viu. hehe.
    Ainda bem que não sou corintiana porque seria muito sofrimento pra uma pessoa só né?! rs.
    Brincadeiras a parte, adoro cada vez mais seus conselhos! 🙂
    Não esquece de escrever sobre aquele tal assunto. :p
    Beijos

    1. Hum ta ae uma coisa válida, a gente realmente não escolhe por quem se apaixonar, é impossivel se segurar,quando vc bate o olho e dá aquele frio na barriga, pronto ja ta feito o estrago rs, pelo menos pra mim é… mas com certeza acho q se começarmos a nos valorizar antes de cairmos de amores pela pessoa, não quebraremos tanto a cara rs…

    2. Aline, estou aqui rindo por causa do flanelinha!

      Lutar (até quando as chances são mínimas) é uma coisa tipicamente humana! A gente simplesmente acredita e espera que aconteça. Se der certo, ótimo. Se não, é partir para outra. É difícil “desencanar” de alguém quando estamos apaixonados, mas o temp (atenção, isso não é papo de velho), dá muitas respostas, limpa aquilo que é e aquilo que não é de verdade. A pessoa “certa”, aquela com a qual você pode aprender, descobrir e ser feliz, pode ser essa mesma que parece “impossível”. Mas invista no que achar que deve, não há certezas. Se a gente quebra a cara, lidamos com a frustração e depois nosso coração segue em frente.

      Beijos e bom fim de semana!

  5. Fabitoo, adoreei esse post, bem verdade tudo o que tá escrito! Eu acho que pra não “sofrer” (entre aspas porque isso, pra mim está bem longe de ser sofrimento) a única saída é não se envolver com ninguem! Haha, mas escolher o flanelinha é uÓ heimm!!! ADORO SEU BLOG, e é claro Você! Beeoijos queridíssimo.

    1. Beth, eu também te adoro! Linda por dentro e por fora!

      Não dá para ficar sozinho para sempre por medo de um relacionamento não dar certo, né? Mas como você é bem jovem e o mar sempre está para peixe, aproveite e deixe seu coração livre para se conhecer e para, quem sabe, conhecer alguém especial também! Essas coisas tantas do coração a gente não controla muito!

      Beijos e um ótimo fim de semana!

  6. putz cara. sou flanelhinha mas sou gente boa… limpinho, cheirozim depois do trabalho claro, e pasme, culto.
    e o tal do principe dinamarquês ??? só pq é loirim, de zoim azul e cheim de dinheirinho é o cara certo? péssimas escolhas… realmente vc tem, que tomar cuidado prá não cair no preconceito. Só faltou dizer: tem o loiro rico e prefere sambar com o croulo?
    sei que não foi a intenção, mas o inferno tá cheim destas…

    1. Oi, desculpe pelo modo de expressar isso, foi uma metáfora, não o sentido literal. Ser um bom ou mau partido não tem a ver com a condição social ou com a profissão/ocupação que se possui. A questão foi trazer que a pessoa “certa” para você pode estar bem próxima, mas você só ter olhos para quem é “impossível”. A pessoa certa pode estar a fim de você, mas daí você só olha para quem não quer nada contigo. Foi neste sentido, OK?
      Abraços e valeu pela participação!

  7. quem falou prá essa mina (ou é um baitolo?) que homem tem problema em dizer a verdade?
    não to entendendo. nunca minto. nem meus amigos. aliás, só conheço um que adora mentir (o principe da dinamarca, aliás…rs).
    quem quer sói ouvir verdade é cortina de confessionário….
    acho que você deveria dar o nosso referencial, cara: na verdade a gente não gosta de mentir, a gente só não pode falar a verdade….imagina a gente falando a verdade: meu cabelo ficou bom? esse vestido me deixa gorda? você acha a fulana gostosa ? eu estou atrapalhando? vc gostaria de ir no inferno do judas fazer um troço esquisito com um monte de gente insuportável?
    vai falar a verdade prá ver….
    mulher não quer a verdade, quer é…. sabe lá Deus o que elas querem….
    abs

    1. Oi, concordo quando diz que dizer a verdade/mentira não é coisa de homem ou coisa de mulher. A questão está também em quem nos ouve. Será que a pessoas está pronta para ouvir aquilo que queremos dizer? Nem sempre. E é aí que podem se sentir “tentadas” a esconder algo ou mesmo a mentir deliberadamente. Acho que todo relacionamento tem que se basear na verdade e na transparência entre os parceiros, não adianta nada ficar se escondendo em mentiras. Isso vale para homens e para mulheres.
      Obrigado pela sua participação!
      Abraços!

    1. Oi, Andréa, muito obrigado! Pena que não tem esta ferramenta aqui no WordPress.

      Beijos e ótima quarta-feira para você!

  8. Oi fábio!
    Realmente esse texto diz tudo! eu passei por isso, acho que todos passam por isso! mas nao falo mais com a pessoa pela qual me apaixonei, e que nao é uma pessoa legal! eu acabei deletando de todos os contatos e tal. corri muito atraz, me humilhei, quase virei um tapete pra ele pisar, é, é ele, eu sou homossexual. Mas acho que ainda existe um sentimento, porque tudo acabou muito mal resolvido sabe, mas esse sentimento que sinto é apenas 05% do que já senti. Acho que aprendi muito com tudo isso, e hoje estou mais forte, e me valorizando muito mais. Deletei do orkut e é lógico que ele nao vai dizer nada, pois é orgulhoso demais pra isso, ou talvez ele nem tenha notado né, agente sempre pensa que a pessoa se importa conosco, mas que nada, existem pessoas que não estão nem aí, e pode ser o caso dele. E conheci uma outra pessoa que é apaixonadissima por mim, mas essa pessoa nao me atrai, a explicaçao pode ser essa que você colocou, que em outras palavras diz que tudo aquilo que é mais dificil é melhor…E eu acabei pegando uma implicancia com a pessoa que me apaixonei sabe, por isso eu deletei de tudo, agente só brigava, pelo msn, pelo orkut, ele me irrita muito! bom é isso!
    abração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s