Você já conversou hoje?

Como é que será que a gente aprende a conversar? Ora, conversando! Mas não só isso. A gente aprende a conversar quando nos entendemos melhor, quando observamos os outros e, claro, quando vemos quais os sentidos que o nosso dizer pode provocar nas outras pessoas.

Uma pessoa (A) chega para outra (B) comentando sobre uma coisa positiva da qual B participou. B acha que a coisa não foi tão positiva assim e começa a criticar, de certo modo, A. A alfineta B. B alfineta A. E aquilo que era para ser uma conversa breve, tal como um “Parabéns, B” ou um “Muito obrigado, A”, acabou sendo uma troca de desafetos que em nada tinham a ver com o objetivo da conversa. Aqui não nos interessa saber de “quem é a razão”, mas sim o fato de a conversa não ter produzido o resultado esperado (nem para A, nem para B). Conversou-se, criou-se uma tensão e as relações mais estremeceram do que se solidificaram. Os dois perderam a oportunidade de crescer, nesse processo.

Isso a gente pode levar para todos os segmentos da vida, de uma relação de trabalho a uma conversa (DR) com o seu namorado. Um dos problemas dos diálogos que travamos é que, na maioria das vezes, estamos mais interessados em convencer o outro de que o nosso ponto de vista está correto do que fazer um exercício de questionar aonde queremos chegar com essa conversa. Aprender a dialogar não é coisa que passa pela teoria (ao menos que você seja um pesquisador), mas favorecer diálogos que promovam mudanças pode ser uma boa estratégia para melhorarmos nossas relações e sofrermos menos com aquilo que não dizemos, com aquilo que tentamos esconder ou com aquilo que ouvimos do outro.

Sendo assim, A e B, mais do que duas pessoas, podem encerrar a possibilidade de encontro entre dois posicionamentos, duas intenções, mas também de uma oportunidade única de fazer dessa conversa (entrevista, briga, DR, bate-papo ou o que quer que seja) algo positivo e aberto a novos diálogos. Isso não significa que não devemos brigar, mas é apenas para refletirmos sobre o modo como falamos e as pistas que deixamos pelo caminho ou as margens que encurtamos ou enlarguecemos por capricho ou vaidade.

E que tal conversarmos hoje?

Beijos,

Fabio.

Anúncios

Autor: Fabio Scorsolini-Comin

Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Atuo como professor universitário e, nas horas vagas ou não, tenho como companheira a literatura. Este blog se destina a interessados em literatura, Psicologia, comportamento e toda sorte de assuntos que rendam uma boa conversa.

6 comentários em “Você já conversou hoje?”

  1. Fabito..
    A Carolzinha senta ao meu lado todas as manhãs, então você pode imaginar o quanto pratico o ato de conversar.. rs.. Segundo o Robson, o lado esquerdo da sala é perigosíssimo!! Imagina se a Mari resolve mudar de lado então!! rs.

    Brincadeiras a parte, nunca tinha pensado no que você escreveu.. E agora me dei conta que 90% das minhas conversas baseiam-se em trocas de desafetos!! Nossa, como sou mandona e “dona da verdade”.. Não é que minha mãe sempre teve razão.. Oo
    Sempre achei que meu orgulho atrapalhava boa parte das minhas relações, mas agora vejo que ele é a razão das minhas poucas amizades.. rs..
    Imagina se eu tiver o poder nas mãos.. Será que me tornarei uma ditadora má e convencida? Fabito, estou com medo de mim mesma!!!
    Acho que preciso de um post sobre como ser uma pessoa mais compreensiva, sobre como saber escutar e não ser grossa quando não concordo.. rs..
    Hum.. Uma solução seria eu ficar bêbada constantemente.. Viro a pessoa mais simpática e compreensiva.. rs.. Mas acho que meu fígado não aguentaria né?!

    Não some tá?!
    Se puder ir nos visitar, terá uma surpresa.. O Inepad também adora mudanças.. =)
    Beijos,

  2. Doce,
    Como sempre, você escreve com uma sabedoria maravilhosa! É tão gostoso quando a gente consegue manter conversas desarmadas ne!!? Eu acredito muito que o amor possibilita que isso ocorra com maior frequência!! Além disso, quando conversamos com, vamos dizer assim, almas irmãs, isso ocorre com uma facilidade indescritível!!!
    Bjocas!!

  3. Aiiiiiii, vc e esse seu dom de ler minha alma…
    TE AMO CHIQUE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    mta saudade do seu colinho… mta mesmo!
    bjs

  4. Faz um bom tempo que nao deixo um comentário aqui…

    Só tô cansada de discutir com “os donos da verdade”… então sempre finjo que concordo com eles e faço um bem para as duas partes: eles ficam felizes pensando que estão certos, e eu fico feliz por acabar com o assunto logo.
    O pior é que esse tipo de pessoa está por todos os lugares… mas fico feliz por encontrar ainda de vez em quando algumas pessoas sensatas…
    #cansadadediscutir

    Saudades!!
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s