Dançar conforme o tempo

Ah, vem falar que você não se empolgou com esse filme (no cinema, no YouTube ou na sessão da tarde)? E vamos todos nos permitir!Que o tempo passa para todos não é uma novidade para ninguém, aliás, é um clichê. Mas que falar em tempo é coisa de quem está ficando velho não é uma verdade. Ou será que estou apenas falando do tempo sem perceber que estou ficando velho? Tem dias que me dá muita saudade de coisas que já vivi e que, por serem lembradas, parece que nunca saem da cabeça, estão sempre ali para nos suspender num dia ruim e nos alegrar. Memórias da faculdade funcionam dessa forma, pelo menos para mim. Rever os amigos que estão juntos desde aquela época, relembrar fatos, festas, desafios, risadas, isso tudo é muito bom e também saudável.

Ontem, ao ouvir algumas músicas “daquela época” junto com duas amigas que estão comigo desde os idos de 2002, pensei em como a gente vai mudando. No jeito, no corpo, na necessidade de ser sério a maior parte do tempo, nas coisas que a gente se permite mais ou se permite menos. E olhando para o lado, pensava: como essas pessoas (as outras tantas) se permitem! E se permitir é bom. Depois de dançarmos na cadeira, mexendo os membros superiores, em um movimento ridículo de quem quer levantar, dançar e está sem jeito de fazer isso, resolvemos levantar, a despeito de qualquer olhar de reprovação, e simplesmente dançar. Foram poucos minutos, mas naquela troca de passos e de olhares entre nós três, percebi que a nossa essência – graças a Deus – continua intacta e cheia de alegria. Dançamos, mexemos, não mais até terminar a festa, mas até esquentar o coração e fazer a alma sorrir de orelha a orelha.

Tenho medo das pessoas que crescem e se esquecem de quem são, não ouvem mais as músicas que a vida insiste em tocar, acham tudo brega, perda de tempo ou coisa velha. Se cada tempo tem a sua música, podemos sempre pegar aquele CD mais antigo, mas ainda não riscado, que nos leva para perto das pessoas que participaram de todo o nosso crescimento. Quero dançar sempre com vocês, Geisa e Tatica, sábado à noite, domingo de manhã, quarta na hora do almoço e sempre que tivermos saudade!

Beijos com sabor de feriado que quebra a semana no meio e faz a gente esperar o próximo sábado… para dançar!

Anúncios

Autor: Fabio Scorsolini-Comin

Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Atuo como professor universitário e, nas horas vagas ou não, tenho como companheira a literatura. Este blog se destina a interessados em literatura, Psicologia, comportamento e toda sorte de assuntos que rendam uma boa conversa.

3 comentários em “Dançar conforme o tempo”

  1. Doce e Tatica!!
    Como é maravilhoso poder compartilhar esses momentos com vocês depois de quase 10 anos de amizade!! (gente, quanto tempo!!rsrs) Passou tanta água debaixo da ponte da nossa amizade (!!! ahahaha!!!), estamos com os joelhos mais gastos, com o sono mais leve e nos divertimos da mesma maneira!!! Nossa cumplicidade e amor nos permite achar lindo cada movimento que compartilhamos (até dançar com a parte de cima do corpo sentados na cadeira de plástico do barzinho!! Ahaha, Doce, morri!!!)
    Amo vocês e obrigada por todos esses quase dez anos, pela descoberta das caipirinhas, pela saída de domingo, por todas as conversas “na mesa de bar”, pelas dancinhas e por todos os sorrisos!!!
    Um big beijo e aquele abraço só nosso!!!
    Até jájá!!!

  2. Fabitooo…
    Te abandonei né??? Sorry!!!
    Tinha esquecido da correria de final de semestre/ano!!! hehe..
    Aii Que vontade de voltar pra minha cidade, rever os amigos, pegar o violão, comida e improvisar um pic nic em plena tarde de domingooo!!!
    Você não sabe, ou melhor, sabe a sorte de ter suas amigas por perto.. Ou pelo menos poder vê-las de vez enquando..
    Muita saudade de você!!!
    Beeijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s