O que você vai se dar de presente hoje?

“Um bolo de desaniversário pra mim. Pra quem? Pra mim. Pra ti. Um bolo de desaniversário pra ti. Pra mim? Sim sim. Ó sim! Vamos nos cumprimentar com uma xícara de chá. Um desaniversário pra ti!”. É com essa canção, do filme Alice no país das maravilhas, que comemora-se o desaniversário. E o desaniversário nada mais é do que o dia no qual não é comemorado o nosso aniversário. Assim, temos apenas um aniversário ao ano, o qual comemoramos de diferentes modos. Mas também temos 364 dias de desaniversário. Sendo assim, por que também não comemorá-los? Pode ser com chá, com festa, com os amigos, com um presente, com um cineminha, uma volta no quarteirão, com um pensamento diferente.

E aí, André, que tal tomarmos um chá hoje? Vamos comemorar o desaniversário, oras! Presentear-se é fundamental para todos nós.

Vivemos em uma cultura que dá espaço sim para o prazer, mas um prazer que vem, na maioria das vezes, associado a uma conquista ou a um benefício, quase como um reforço para a nossa culpa. Desse modo, pode passear quem trabalha, pode ficar mais tempo de férias quem faz mais horas extras, pode comemorar quem se dedica, pode desaniversariar quem faz por merecer. E o que seria este merecimento? Na maioria das vezes, esse merecimento é estipulado por um outro com um intuito claro de nos controlar. Quem tem o controle é quem pode controlar o prazer do outro. Mas não precisa ser assim no nosso mundo interno. A lógica pode ser a seguinte: você pode se presentear mesmo quando não fizer nada de extraordinário. Pode dar-se um presente pelo simples fato de estar vivo, de amar a vida.

Não é preciso dinheiro, status e nem uma mudança avassaladora para podermos nos sentir especiais. Podemos tornar especiais quaisquer momentos vividos. Podemos tornar especial uma visita a um amigo, um dia de trabalho, uma tarde em que você ficou desenhando, um dia no qual resolveu fotografar a sua cidade e a sua gente, enfim. Presenteie-se com possibilidades, com encontros, com a compra de um livro no sebo, de um novo chinelo, com o que te fizer bem. Se você tiver dificuldade de definir aquilo que te faz bem, dê-se de presente um tempinho sozinho, para reflexão. Com um pouco de esforço e carinho pela sua vida, não vão faltar motivos para você celebrar muitos e muitos desaniversários. O meu presente de hoje foi poder escrever aqui e saber que pelo menos alguém poderá me ouvir.

Beijo carinhoso a todos!

Fabio.

 

Anúncios

Autor: Fabio Scorsolini-Comin

Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Atuo como professor universitário e, nas horas vagas ou não, tenho como companheira a literatura. Este blog se destina a interessados em literatura, Psicologia, comportamento e toda sorte de assuntos que rendam uma boa conversa.

Um comentário em “O que você vai se dar de presente hoje?”

  1. Meu presente de desaniversário de hoje será pensar em como sou feliz por saber que, a cada dia, posso conquistar uma coisa nova, um novo amigo e que a vida é feita de esquinas e, quando as dobramos, sabemos que existe um mundo novo a explorar. Você não sabe o quanto suas palavras me enchem de alegria! Feliz desaniversário pra você também. Te adoro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s