Se é pra começar o ano, que venha renovado!

Se é pra começar o ano, que venha renovado. Pelo menos na expectativa, nos novos projetos, nos novos planos. Nem que não vinguem, que se esfacelem em meio aos tantos compromissos urgentes e para ontem. Tirei a virada de ano para destravar a minha escrita. Com a ajuda de uma máquina de escrever (sim, uma Olivetti linda e verde), tratei de escrever poesias urgentes e apenas daquele momento. Foram quatro ou cinco dias intensos, muitos versos, releituras e, de fato, a sensação de ter feito algo inédito.

A vida tem lá os seus ciclos. Costumo respeitá-los, haja vista uma breve observação da natureza. Nascer, crescer, morrer, renovar, renascer, a ordem pouco importa desde que haja um ciclo. Ter um ciclo é quase a certeza de que nada ficará parado. Nem as promessas, nem o desejo, nem esse blog. Vim revisitá-lo depois de quase quatro anos. Foi um ciclo. Ciclo de trabalhar com outras coisas, de escrever outras coisas, de me comunicar de outros modos. Tudo vai para a conta do enriquecimento de experiências. Experiências novas, velhas, dolorosas, outras não. O saldo vai ser positivo.

O que quero dizer é que renovar não depende só da gente. Se dependesse, dá-lhe frustração. Renovar depende do tempo, do ciclo, do empurrãozinho da natureza, dos relacionamentos que estabelecemos, dos nossos trabalhos, enfim, de muita coisa. O convite para renovar não equivale a dizer: levante e vá ver a vida. Isso é muito óbvio e eu mesmo devo ter escrito isso aqui muitas vezes. O convite para renovar pode ser silencioso. Dentro de você, escondido, à espera da onda da virada que virá no próximo movimento. Por isso temos festas de réveillon, virada de ano, virada de banda, virada de mesa, pra ajudar no movimento. Estou voltando ao blog sem qualquer compromisso com viradas. Mas escrever aqui, hoje, isso sim já me diz muito. Pelo menos para mim.

Um excelente, movimentado e re-virado 2016 a vocês!

Fabio.

Anúncios

Autor: Fabio Scorsolini-Comin

Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Atuo como professor universitário e, nas horas vagas ou não, tenho como companheira a literatura. Este blog se destina a interessados em literatura, Psicologia, comportamento e toda sorte de assuntos que rendam uma boa conversa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s